viagens

Buenos Aires – Dia 1

23 Abril, 2015
on air

No último Ano Novo fiz a minha primeira viagem internacional, e o destino escolhido foi Buenos Aires. Eu, meu melhor amigo e minha irmã mais velha fechamos um pacote com agência no final de novembro, de 5 dias e 4 noites com passagem, hotel, traslado e city tour incluso. Demorou um pouco, mas vou contar dessa minha experiência pra vocês. Veja também: Dia 1 / Dia 2 / Dia 3 / Dia 4 / Dia 5.

Chegamos no Aeroporto Internacional Ezeiza umas 16h do dia 31/12, de lá até o hotel tínhamos traslado garantido, o que foi ótimo já que o aeroporto é beeem afastado da cidade, uns 40 minutos de carro até nosso hotel. Caso você viaje por conta própria, o Aeroporto conta com diversos serviços de táxi e carro particular. Lembre de já ter dinheiro separado pra isso.

O hotel que escolhemos foi o Waldorf, hotel simples mas bem limpo, organizado, com café da manhã e internet. O atendimento foi bom, não tivemos estresse ou grandes problemas, mas o que aconteceu lá (e em outros lugares) foi um pouco de dificuldade no entendimento e ajuda. Assim que fizemos nosso checkin pedimos ajuda com táxi para irmos até o restaurante que tínhamos reservado, e eles nos informaram que os táxis não iriam funcionar após às 18h. Mesmo vendo nosso desespero pra vermos como chegar no restaurante, nem tentaram dar outras opções ou esclarecimento. Ligamos para o serviço que fez nosso traslado, e naquele portunhol nos foi informado que todos os carros estavam reservados.

Cansados e com muita fome (saímos às 11h de casa em direção ao aeroporto), fomos dar uma volta na rua pra ver o que ainda tinha aberto, e a possibilidade de comer algo rápido. A maioria dos lugares já estavam fechados por conta do Ano Novo, mas em uma lojinha de conveniência conseguimos umas Pringles e achocolatado. Nessa volta já conseguimos conhecer os arredores do hotel, e um vislumbre da cidade que ficaríamos por mais 4 dias.

2014-12-31 06.55.20 1 2014-12-31 06.52.27 1

Aliás, um adendo caso você decida passar o ano novo em Buenos Aires: planeje com antecedência. Na cidade não tem muitas opções pro Ano Novo por não ser muito turística nessa época.
Os restaurantes fecham entre 18h e 20h, e depois disso só com reserva. Em Puerto Madero tem os fogos pra ver, você pode ficar por ali na rua, ou reservar um dos restaurantes no porto. As baladas costumam começar 1h da manhã, então entre os acontecimentos tem um bom gap de tempo. Também lembrando que táxis são difíceis de achar.

Depois voltamos pro hotel, nos arrumamos rápido, e um pouco antes das 20h corremos pra rua pra achar um táxi, o que não foi tão difícil. Chegamos super cedo no restaurante, então aproveitamos pra dar uma volta na região de Palermo. O bairro é conhecido por seus barzinhos e baladas, ótimo pra passar a noite, além de ser cheio de fachadas lindas e coloridas!

Fachada do bar Esquina Libertad

Nos dois meses que anteciparam a viagem fiquei procurando restaurantes pra reservar pro Ano Novo e vou dizer: é muito difícil fazer tudo pela internet! A grande maioria nem me respondeu. Enviava email, contato pelo site, mensagem no facebook, tudo. Dos que me responderam, reservei o Te Mataré Ramírez, que também tinha sido fortemente indicado por amigos que foram em novembro lá.
Todo o contato foi feito via facebook, onde me passaram todas as informações, preços e cardápio da noite. Caso eu estivesse uns dias antes na cidade podia fechar pagando a vista com desconto, mas como chegava no dia 31, pra conseguir a reserva tive que pagar 50% antecipado via cartão de crédito. Assim que concordamos em fechar a reserva lá, passei meus dados, e apesar do medinho do golpe, tudo deu certo. A casa existe há alguns anos e é conhecida. Me passaram o comprovante do desconto de 50%, e os outros 50% foram pagos no dia da janta.

Te Mataré Ramírez

Umas 21h o restaurante abriu e começamos a desfrutar da nossa primeira noite na cidade. Te Mataré Ramírez é um restaurante/teatro temático afrodisíaco. Todas as comidas entram na temática (aliás, que comida!), além de ter shows diversos. Na noite em que fomos o show era Rubor (Sexo al Oído), que consiste em um casal (interpretado por Fernanda Caride e Adrián Batista) lendo poemas eróticos, e interagindo com o público. Apesar de não ter entendido tudo que eles falavam (meu espanhol é zero), o show é garantia de risadas, ainda mais com o envolvimento do público do restaurante, mas fiquei feliz que ele não falou com a gente, hahaha.

O restaurante tem uma decoração bem burlesca, luz baixa, candelabros, sofás vermelhos e muito veludo! O atendimento é ótimo, e a comida um caso a parte. Recomendo muito a visita.

Pagamos 800 pesos pela noite (lembrando que pagando com cartão de crédito converte pra dólar na fatura), que incluia o show mais a janta: entrada + prato principal + sobremesa + vinho + taça de champagne pra brinde.
Pra noite o cardápio era especial com algumas opções pra você escolher. Fui de Sudores de niña virgen de entradaSu sexo oruglloso se inflama y enardece de prato principalRecostada de espalda se tomaba los tobillos pra sobremesa, e uma garrafa de Viniterra dividida em 3 pessoas.
E vou deixar bem claro: não dei conta de comer! Em Buenos Aires os pratos são bem generosos, sem falar que em todos os restaurante tem os cubiertos, que consiste numa cestinha de diversos tipos de pães com molhos, pra abrir o apetite. Mas o que aconteceu muito com a gente era que comíamos os pães na fome, e quando chegava a comida não tinha mais espaço! Hahaha.
Nessa noite não tinha cubiertos, mas a minha entrada de folhas verdes e salmão era bem generosa, e só ela já me deixou satisfeita. Consegui comer menos da metade do prato principal, que também era generoso. Mas pra sobremesa sempre tem espaço, então correu tudo bem :D

Depois da janta, show, brinde de champagne e sobremesa, cansamos e resolvemos ir embora. Aí a sofrência: como ir se não tem táxi? Pedimos uma ajuda no restaurante, e ofereceram pra nos levar por 100 pesos por pessoa, o que daria 300 pesos (na ida gastamos uns 65 pesos, no total). Apesar da facada topamos, afinal não rolava ficar na rua na esperança de aparecer um táxi, e de brinde ganhamos um mini tour do caminho até o hotel. E da primeira noite saímos felizes e empolgados pros próximos dias :)

 

You Might Also Like

17 Comments

  • Reply Deus do Risos 23 Abril, 2015 at 19:40

    Paula, minha criança, que viagem maravilhosa vc teve, que experiências, no aguardo para mais detalhes dessa aventura, que me deixou com muita vontade de ir para buenos, e de viajar contigo, tu parece ser excelente companhia!

    Abraços Fraternos

    Deus

  • Reply Monique 23 Abril, 2015 at 23:25

    Chego a achar meio inconveniente como uma empresa não tem um atendimento online fácil e rápido para os seus clientes, mas que bom que no final das contas você conseguiu um lugar né? Parece que sua viagem foi uma verdadeira aventura hahaha.

    http://www.leitecombiscoitos.com/

  • Reply Fernanda 24 Abril, 2015 at 04:52

    Ai que demais! Tenho muita vontade de ir para Buenos Aires. Mas acho que escolheria uma data menos “difícil”, senão ficaria toda enrolada. Haha
    Quero ver os outros posts. <3
    Beijos

    • Reply Paula Cipriani 14 Maio, 2015 at 21:52

      Realmente isso foi uma corridinha, mesmo assim foi de boa.
      Recomendo muito a viagem!

  • Reply Re Vitrola 24 Abril, 2015 at 05:53

    Ai, parece ter sido tão delicioso, principalmente a parte das comidas. Adoro fartura, hahahaha!
    E andar por lá é de boa, é seguro? Que bom que vocês conseguiram uma alternativa pra voltar xD

    Um bj,
    Re

    • Reply Paula Cipriani 14 Maio, 2015 at 21:48

      Hahaha, fartura é ótimo, mas foi muita comida fora :(
      Andar foi tranquilo, mas sempre falam pra ficarmos ligados em bolsas e outras coisas, nunca saí sozinha a noite, e tentamos ficar nas ruas movimentadas, haha.

  • Reply Mariana 24 Abril, 2015 at 12:41

    Como LHE DAR com os nomes dos pratos? Meu espanhol tá um lixo mas acho que eu ainda arranho alguma coisa. Quero ir pra Uyuni ainda nessa vida! Vamos? Dá uma olhada na internet o tipo do lugar, tenho loucura pra conhecer. Posta mais que tá pouco de Arrentina!

  • Reply Camila Faria 24 Abril, 2015 at 15:10

    Que delícia Paula, adoro Buenos Aires. Quero mais posts sobre os passeios que você fez por lá!!! \o/

  • Reply Naiara 12 Maio, 2015 at 12:49

    Fui pra BsAs em 2012. Fiquei na casa de uma amiga que já morava lá fazia um tempo, então já sabia os lugares massa pra ir, fora que rolava andar de a pé e de metrô.
    Eu fui num restaurante mexicano do lado desse Ramirez, que esqueci o nome, mas lembro de ter passado por esse aí e ter ficado curiosa com vontade de experimentar hehe.

    No mais gostei bastante da cidade, a arquitetura é linda! Posta o restoooo!

  • Reply Buenos Aires – Dia 3 – Paula Cipriani 5 agosto, 2015 at 14:33

    […] tour incluso. Demorou um pouco, mas vou contar dessa minha experiência pra vocês. Veja também: Dia 1 / Dia […]

  • Reply Buenos Aires – Dia 2 – Paula Cipriani 5 agosto, 2015 at 14:42

    […] tour incluso. Demorou um pouco, mas vou contar dessa minha experiência pra vocês. Veja também: Dia 1 / Dia 2 / Dia […]

  • Reply Buenos Aires – Dia 4 – Paula Cipriani 13 agosto, 2015 at 21:32

    […] tour incluso. Demorou um pouco, mas vou contar dessa minha experiência pra vocês. Veja também: Dia 1 / Dia 2 / Dia […]

  • Reply Buenos Aires – Dia 5 – Paula Cipriani 17 novembro, 2015 at 21:35

    […] tour incluso. Demorou um pouco, mas vou contar dessa minha experiência pra vocês. Veja também: Dia 1 / Dia 2 / Dia 3 / Dia […]

  • Leave a Reply